Comunidades de Barreirinhas e Santa Quitéria recebem novas Escolas Dignas

Um barracão improvisado no meio do povoado Riacho do Meio, em Barreirinhas: era onde os pequenos estudantes da Unidade Escolar Arco da Felicidade assistiam aulas. Mas, a partir dessa terça-feira (11), essa realidade mudou. A entrega da nova unidade escolar faz parte da agenda do Governo do Maranhão que ainda deu início às obras de reforma do Centro de Ensino Joaquim Soeiro de Carvalho, na sede do município, e entregou, também, a Escola Digna Unidade Escolar Coronel Joaquim Nunes Filho, no povoado Taboca, em Santa Quitéria.

Representado o Governo do Maranhão, o secretário de Administração da Secretaria Estadual de Educação (Seduc), Anderson Lindoso, destacou a importância dessas ações. “Já são mais de cem Escolas Dignas de substituição entregues em povoados distantes das sedes dos municípios, beneficiando milhares de famílias que podem colocar seus filhos para estudar próximo de casa e em locais adequados, que propiciam melhor aprendizado, para que essas crianças e jovens que nelas estudam possam nos representar lá na frente com a profissão que eles escolham, seguindo o sonho que quiserem seguir”, destacou Anderson Lindoso.

O novo prédio da UE Arco da Felicidade está beneficiando, imediatamente, 25 estudantes da Educação Infantil ao 6º ano do Ensino Fundamental.

O centenário do povoado nunca contou com prédio próprio para as atividades escolares e para a moradora Nilta Rocha Silva, que há 45 anos reside na comunidade, esta é a oportunidade que seus 5 netos, estudantes da ‘Arco da Felicidade’, terão para buscar um futuro melhor. “A gente está muito feliz com essa nova escola, com mais estudos os meus netos podem procurar um emprego melhor”, disse.

“A escola antiga não tinha piso, não tinha ventilador, o banheiro era ruim. Agora aqui, não, vamos ter bebedouro, diretor, zelador, vai ser bem melhor”, complementa Keully Carmo da Silva, de 11 anos, uma das netas de dona Nilta e que cursará o 6° ano na nova Escola Digna.

Agora, os estudantes contam com um prédio escolar com 2 salas de aula, banheiros acessíveis, cozinha, secretaria, área de serviço e pátio coberto, que possibilitará a realização de eventos culturais, não só dos estudantes, mas, também, de toda comunidade do povoado. Além de poço artesiano que atenderá aos estudantes de Riacho do Meio e povoados vizinhos de Cancela e Cabiceira.

Como é o caso da estudante Maria Fernanda Gomes da Silveira, 9 anos, que cursará o 2° ano do Ensino Fundamental. “Estou feliz porque agora a gente tem uma escola nova que o Flávio Dino deu ‘pra’ nós. Na escola de lá não tinha nada ‘pra’ gente brincar, o banheiro era dentro do mato e aqui é melhor. Agradeço essa nova escola”, disse a estudante.

Sentimento de gratidão também compartilhado pela mãe da pequena estudante, a dona de casa Edileudi Rocha Gomes. “Tenho três filhos que vão passar a estudar nessa escola e agradeço muito ao Flávio Dino por essa escola que é muito bonita e interessante. E tenho certeza que através dela nossos filhos vão ter educação e sabedoria. E tanto eu quanto todas as outras mães agradecem por isso”, afirmou.

Assinatura de Ordem de Serviço

Ainda em Barreirinhas, o Governo do Maranhão anunciou o início das obras de reforma do Centro de Ensino Joaquim Soeiro de Carvalho, que fica na sede do município. Fundado nos anos de 1960 o Centro de Ensino abriga aulas do Ensino Médio regular nos três turnos de funcionamento e desde a sua fundação nunca passou por reformas significativas, tendo recebido apenas pequenos reparos em meados de 1997.

“Já são 22 anos sem reformas e nossas salas não têm ventilação, as salas são todas fechadas, sem janelas, sofremos muito com essa questão, sem contar também o nosso telhado que é antigo e quando chove, em uma parte da escola temos que remanejar os alunos por causa das goteiras e de infiltrações no forro do teto. E com a reforma teremos mais qualidade no ambiente escolar, além de segurança e professores e alunos, em uma escola reforma, vão se sentir mais valorizados e motivados para as aulas”, declarou Alberto Amorim, gestor geral do CE Joaquim Soeiro de Carvalho.

A reforma, que tem previsão de 150 dias e valor investido da ordem de R$1.162.004, 97, oriundos do Tesouro Estadual, beneficiará mais de mil estudantes do Centro de Ensino.

“Algumas partes dos corredores do prédio chegam a alagar quando chove. Nosso ensino é bom, já temos professores qualificados, mas essa reforma é um passo fundamental para a melhoria do nosso aprendizado”, disse Joas Viana Rocha, da 3°série do Ensino Médio.

“Como não temos janelas nas salas a ventilação e iluminação ficam prejudicadas quando não temos energia elétrica. O telhado nunca foi reformado então ficamos sempre com medo, nos invernos mais rigorosos, acontecer algum risco de queda. E passando pela reforma, com a melhoria da infraestrutura, o aluno se sente mais acolhido, chegando em um prédio novo que ele sabe que foi feito para que ele seja bem recebido e que a gente acredita que vai facilitar na aprendizagem. E nós professores também teremos mais conforto com salas climatizadas e iluminadas adequadamente”, concluiu a professora Biologia, Gisele Nuvens.

Santa Quitéria

A comunidade do Povoado Taboca, a 80 quilômetros da sede, celebrou a entrega da Unidade Escolar Coronel Joaquim Nunes Filho. O novo prédio escolar, que possui duas salas de aula, secretaria, cozinha, banheiros adaptados e pátio para lazer, trouxe o conforto de um ambiente acolhedor, estruturado e salubre para os 43 alunos que antes estudavam em um barracão improvisado.

Nos cartazes feitos pela comunidade escolar estava expressa a gratidão pela Escola Digna que chegou. Para Marcos José Candeira, professor da escola há 5 anos, hoje foi um dos dias mais felizes para a comunidade escolar de Taboca, que finalmente tem a escola que sempre sonhou: um ambiente digno para favorecer o processo de ensino e aprendizagem.

“Era um sonho! E nós estamos muito felizes em receber esse lindo prédio. É uma escola diferenciada, um ambiente adequado, nós temos ventiladores, carteiras suficientes para todos os alunos. Tenho certeza que vai ajudar na melhoria do aprendizado das nossas crianças” disse Marcos José Candeira.

A obra recebeu investimentos de R$ 439.678,56. Além da construção da escola, também foi garantida a água, com a perfuração do poço artesiano, pela Sinfra. “É muito enriquecedor para essa comunidade, que tinha uma necessidade muito grande de ter uma sala de aula realmente digna para o povo desse povoado, que antes tinha um barracãozinho que nem piso tinha. E graças à parceria com o governo Flávio Dino estamos inaugurando essa escola, vendo a alegria dos alunos, professores e da comunidade. Somos gratos ao nosso governador que está sempre fortalecendo a educação de todo o Maranhão, junto com Secretário Felipe Camarão”, pontuou o prefeito Alberto Rocha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *