Colômbia anuncia fim do resgate de avião: 71 mortos e seis sobreviventes

O diretor geral da Unidade Nacional para Gestão de Risco de Desastre anunciou oficialmente o fim da operação de busca e resgate das vítimas da tragédia com o avião da Chapecoense.
Carlos Iván Márquez Pérez passou balanço final com 71 mortos e seis sobreviventes. Ele esclareceu que os números oficiais foram corrigidos após informação que quatro passageiros não embarcaram.
– Quero informar que às 15h (horário local e 19h de Brasília) encerramos a operação de busca e resgate das pessoas que estavam no voo acidentado. O balanço é o seguinte: seis pessoas feridas e 71 pessoas falecidas. O total era de 77 pessoas. O balanço final foi ajustado já que quatro pessoas não viajaram de última hora. Pode-se dizer que foi uma das operações mais rápidas que já fizemos, com logística aérea a terrestre – disse Carlos Iván Marquéz Pérez.
As quatro pessoas que não embarcaram são as seguintes:
– Luciano Buligon, prefeito de Chapecó (SC);
– Plínio David de Nes Filho, presidente do Conselho Deliberativo da Chapecoense;
– Gelson Merisio (PSD), presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc);
– Ivan Carlos Agnoletto, jornalista da rádio Super Condá, de Chapecó.
Não sabe como comentar? Clique aqui e aprenda, é muito fácil! Também siga o blog do Marcos Leite no Twitter e curta nossa página no Facebook.

Vice-prefeito de Mirinzal comete suicídio

Carlos Santana, vice-prefeito de Mirinzal efetuou um disparo contra a própria cabeça. Chegou a ser socorrido com vida, mas  não resistiu e veio a óbito no hospital.
Ele estava em sua residência localizada no centro da cidade de Mirinzal, quando cometeu o mais grave dos atentados contra a própria vida: suicídio.
O vice-prefeito enfrentava problemas de saúde e havia entrado em depressão. E na cidade circulava que o que mais afetava Carlos eram os problemas financeiros os quais vinha enfrentando.
Foi levado para o Hospital de Cururupu, mas sem chance de reverter a situação
Não sabe como comentar? Clique aqui e aprenda, é muito fácil! Também siga o blog do Marcos Leite no Twitter e curta nossa página no Facebook.

Com sete medalhas, maranhenses se destacam nas Paralimpíadas Escolares

Os mesatenistas maranhenses sempre deram um show de talento em todas as edições das Paralimpíadas Escolares. Neste ano, em São Paulo-SP, não foi diferente. Com habilidade e muita coordenação motora, os paratletas Raquel Alves, Ana Beatriz Costa e Luanderson Silva conquistaram sete medalhas para o estado: quatro de prata e três de bronze. 
 – É muito bom ser destaque em meio a tantas outras atletas do Brasil. Agradeço todo apoio que recebi do Governo do Estado e da Secretaria de Estado do Esporte e Lazer para participar dessa competição, em que consegui bons resultados – disse Raquel Alves, 14 anos, que ganhou prata nas provas em equipe, dupla e individual. 
A estudante Ana Beatriz Costa, 16 anos, também alcançou o pódio na disputa da modalidade de tênis de mesa. Nas provas em equipe, dupla e individual, a atleta não deu chance para suas principais adversárias avançarem nas partidas e conquistou três medalhas de bronze.
– Estou muito feliz por mais essa vitória em meu último ano nas Paralimpíadas Escolares – sintetizou a paratleta. 
Pela categoria masculino, o maranhense Luanderson Silva, 16 anos, foi medalha de prata na prova em dupla.
 – A gente já fica muito feliz em representar o estado em uma competição nacional, agora imagina levar uma medalha para casa. É um orgulho imenso, sem tamanho – afirmou. 
As Paralimpíadas Escolares são organizadas pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB). O evento é o maior do mundo entre atletas com idade escolar (12 a 17 anos) e já revelou alguns dos principais atletas brasileiros da atualidade.
Do G1 
Não sabe como comentar? Clique aqui e aprenda, é muito fácil! Também siga o blog do Marcos Leite no Twitter e curta nossa página no Facebook.

Central Estudantil realiza Copa Estudantil de Futsal 2016

A Central Estudantil de São Luís realizou neste sábado (26) a final da Copa Estudantil de Futsal. O evento aconteceu no Ginásio Tião, no Parque do Bom Menino e reuniu dezenas de estudantes.
Os jogos aconteceram de julho à novembro, reunindo 108 times, masculino e feminino, mobilizando quase mil atletas.
O projeto teve como principal objetivo proporcionar atividades esportivas extraclasse, fomentando a coletividade, integração e cooperação entre os estudantes.
A Escola São José foi campeã na categoria feminino. Na categoria infanto masculino, a escola campeã foi o C.E Fernando Perdigão. Na categoria juvenil masculino, o 1º lugar ficou com C.E Margarida Pires Leal.
Estiveram presentes, a Presidente da CES, Denise Duarte; os ex-presidentes, Clarissa Almeida e Lucivaldo Lopes; o vereador eleito, Raimundo Penha e o Superintendente de Esportes de São Luís, Jasson Lago Júnior.
O vereador eleito, Raimundo Penha, parabenizou os atletas que participaram da competição. “Parabéns aos vencedores e parabéns as 108 equipes participantes, pois sabemos que todas se esforçaram e deram seu melhor” disse.

Não sabe como comentar? Clique aqui e aprenda, é muito fácil! Também siga o blog do Marcos Leite no Twitter e curta nossa página no Facebook.

Milhares de pessoas caem em golpe do WhatsApp

Criminosos estão se aproveitando de uma das funcionalidades mais aguardadas do WhatsApp, a chamada em vídeo, para fazer vítimas em um golpe envolvendo o recurso do aplicativo.
Mais de 10 mil brasileiros caíram no golpe em apenas uma hora. A fraude, identificada pela empresa ESET, se espalhou novamente porque os usuários não checam a procedência das informações que chegam em grupos ou de amigos.
O golpe funciona da seguinte forma:  um pessoa recebe uma mensagem no aplicativo, nela há um link para a funcionalidade, dizendo que o usuário deve replicar a mensagem para seus contatos e enviar uma mensagem a SMS. Isso faz com que a vítima assine serviços pagos que serão descontados de seus créditos.
Para cancelar os serviços contratados durante o golpe, é necessário que a vítima entre em contato com sua operadora. E para realizar uma chamada em vídeo, basta entrar na conversa de um contato e clicar no ícone da câmera no canto superior direito da dela. Caso ela não apareça, atualize o aplicativo.
Não sabe como comentar? Clique aqui e aprenda, é muito fácil! Também siga o blog do Marcos Leite no Twitter e curta nossa página no Facebook.

Provas do seletivo para professores e gestores do IEMA neste domingo

O Governo do Estado realiza, neste domingo (27), as provas objetivas do processo seletivo simplificado para professores da base técnica de unidades plenas do Instituto de Educação Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema) e para funções de gestor geral, gestor auxiliar com função pedagógica, gestor auxiliar com função administrativo-financeira, professor para os componentes da base nacional comum curricular, professor para atendimento educacional especializado (AEE) para sala de recurso multifuncional, intérprete de libras e secretário escolar das unidades.

Os candidatos poderão consultar o seu local, sala e horário da prova por meio do documento de confirmação de inscrição, acessando o link específico disponível na página da Fundação Sousândrade – www.fsadu.org.br. O seletivo tem validade de um ano, podendo ser prorrogável uma vez, por igual período. Há vagas para pessoas com deficiência e cadastro de reserva.
O secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação, Jhonatan Almada, explicou que o processo seletivo para professor é para contratação temporária e formação de cadastro de reserva de professores da base técnica das unidades plenas e base nacional comum curricular. “O governo também está selecionando professores para atendimento educacional especializado para sala de recurso multifuncional, intérprete de libras e áreas administrativas”, frisou o secretário.
O processo seletivo simplificado para professores da base técnica, cargo de nível superior, se dará por meio de prova objetiva e de títulos. Há vagas para 14 áreas do conhecimento diferentes e em três unidades plenas do Iema – Bacabeira, Pindaré Mirim e São Luís. A remuneração básica varia de R$ 2.000,00 a R$ 5.000,00, conforme a titulação acadêmica apresentada pelo candidato e a jornada de trabalho.
Para o processo seletivo simplificado interno para gestor geral, gestor auxiliar com função pedagógica, gestor auxiliar com função administrativo-financeira, professor para os componentes da base nacional comum curricular, professor para atendimento educacional especializado (AEE0) para sala de recurso multifuncional, intérprete de libras e secretário escolar de unidades plenas em tempo integral do Iema, cargos de nível superior destinados a servidores integrantes da carreira de magistério estadual, a seleção também se dará por meio de prova objetiva e de títulos.
Há vagas para 14 áreas do conhecimento diferentes e em sete unidades do Iema – Axixá, Bacabeira, Coroatá, Pindaré Mirim, São José de Ribamar, São Luís e Timon. As provas começam às 09h e têm duração de três horas.

Não sabe como comentar? Clique aqui e aprenda, é muito fácil! Também siga o blog do Marcos Leite no Twitter e curta nossa página no Facebook.

Enem terá gratuidade limitada e veto a treineiros

O candidato que prestar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) mais de três vezes com isenção de taxa perderá o direito à gratuidade na quarta tentativa. Também não haverá mais certificação do ensino médio e não se aceitará a participação de “treineiros“. A medida faz parte de um pacote elaborado pelo Ministério da Educação (MEC) para diminuir os custos da prova, que neste ano superaram os R$ 650 milhões.
O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão do MEC responsável pelo Enem, apura os motivos que levam candidatos a realizar o exame repetidas vezes – há relatos de pessoas que participam das provas por até 8 edições consecutivas. “Ainda estamos pesquisando quem são elas e qual a motivação para essa recorrência”, disse a secretária executiva da pasta, Maria Helena Guimarães de Castro. “Não faz sentido que façam sete vezes sem pagar. Vamos dar a oportunidade de isenção por até três edições.”
Em reunião nesta quinta-feira, 24, entre o Inep e o Conselho Nacional dos Secretários de Educação (Consed), outras providências para tornar o Enem “mais sustentável” foram anunciadas. Por exemplo: a prova servirá apenas para acesso ao ensino superior, e não mais para que o candidato obtenha o certificado de conclusão do ensino médio. A decisão tem como base um índice muito baixo de sucesso: dos 990 mil inscritos para este fim, apenas 72 mil conseguiram o diploma – pouco mais de 7%.
 
Para atender a esse público, será reativado o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja), suspenso há três anos. “É a melhor solução. As provas são repassadas sob sigilo aos Estados, que ficam responsáveis pela aplicação e certificação”, disse Maria Helena.
O Enem também não aceitará mais a adesão de “treineiros”, candidatos que buscam conhecer a logística do exame antes de prestar “para valer” – normalmente estudantes secundaristas dos 1º e 2º anos. Só neste ano foram R$ 1 milhão de inscritos nesta categoria, incluídos no cálculo geral de custos (neste ano, R$ 74 por candidato).
Hora do Enem
O Inep prepara, junto às Secretarias Estaduais de Educação, a aplicação de simulados específicos para esse público. “Dessa forma, os objetivos dos treineiros serão atendidos, sem que isso represente mais ônus ao ministério”, justificou a secretária. Ela não informou se vai manter o programa Hora do Enem, plataforma online de estudos e simulados lançada pela gestão anterior, mas já opinou que se trata de “um modelo muito caro”.
Debatido entre o ministério e um grupo de consultores, o pacote de alterações no Enem também busca diminuir o índice de abstenção, que neste ano chegou a 30% – o mais alto dos últimos sete anos.
Segundo o MEC, 1,2 milhão de candidatos que obtiveram a isenção de taxa sequer abriram a notificação de local de prova. “É um pouco de falta de responsabilidade e cuidado com o dinheiro público, porque é o contribuinte, o povo brasileiro, quem paga a aplicação”, criticou Maria Helena.
Outra alteração em vista, mas que não trata especificamente de contenção de despesas, é o modelo de aplicação do Enem para estudantes sabatistas – aqueles que, por motivos religiosos, permanecem seis horas dentro de sala de aula à espera do início da prova, às 19 horas. “É um absurdo, uma tortura para esses estudantes”, disse o ministro Mendonça Filho em audiência pública na Câmara dos Deputados, na quarta-feira, 23.
Ele afirmou que, para a edição deste ano, não haveria tempo hábil para mudar as regras. Mas afirmou que “fará esforço para eliminar essa condição de humilhação para 2017”.
(Com Estadão Conteúdo)
Não sabe como comentar? Clique aqui e aprenda, é muito fácil! Também siga o blog do Marcos Leite no Twitter e curta nossa página no Facebook.

Ministro do STJ decide manter prisão de Eduardo Cunha

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Felix Fischer negou hoje (25) pedido de liberdade ao ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Cunha está preso desde o mês passado em Curitiba (PR), por determinação do juiz federal Sérgio Moro, em função das investigações da Operação Lava Jato.
A prisão foi decretada na ação penal em que o deputado cassado é acusado de receber R$ 5 milhões, que foram depositados em contas não declaradas na Suíça. O valor seria oriundo de vantagens indevidas, obtidas com a compra de um campo de petróleo pela Petrobras em Benin, na África. O processo foi aberto pelo Supremo Tribunal Federal(STF), mas após a cassação do ex-deputado, a ação foi enviada para o juiz Sérgio Moro porque Cunha perdeu o foro privilegiado.
Entre os argumentos usados para justificar o pedido de prisão de Cunha, a força-tarefa de procuradores da Lava Jato afirmou que a liberdade do ex-deputado representava risco às investigações. Segundo a acusação, “há evidências” de que existem contas pertencentes a Cunha no exterior que ainda não foram identificadas, fato que coloca em risco as investigações. Além disso, os procuradores ressaltaram que Cunha tem dupla nacionalidade (brasileira e italiana) e pode fugir do país.
(Agência Brasil / Autor: André Richter)
Não sabe como comentar? Clique aqui e aprenda, é muito fácil! Também siga o blog do Marcos Leite no Twitter e curta nossa página no Facebook.

R$ 237 milhões repatriados já foram destinados para Prefeituras do Maranhão

Nesta quinta-feira (10), caiu nas contas das Prefeituras do Maranhão os recursos provenientes da repatriação do dinheiro que brasileiros mantinham no exterior sem declarar.
No total, foram repatriados R$ 169,9 bilhões. Desse montante, foram arrecadados R$ 50,9 bilhões, referentes ao Imposto de Renda (IR) e multa da formalização dos valores. Para as prefeituras maranhenses foram destinados R$ 237 milhões.
Portanto, os prefeitos já podem garantir começar a quitar os seus débitos com o funcionalismo público e demais setores dos municípios.
Veja a lista completa de Prefeituras aqui
Não sabe como comentar? Clique aqui e aprenda, é muito fácil! Também siga o blog do Marcos Leite no Twitter e curta nossa página no Facebook.